A piscina na chuva

Por mais que a chuva trás muitos benefícios para a natureza e a saúde, ela também trás grandes malefícios para as piscinas.

A chuva pode alterar o pH da água, afetando a transparência do líquido e criando um ambiente propício para o aparecimento de algas.

A chuva quase que imediatamente faz com que o pH (Potencial de Hidrogênio) na água da piscina fique elevado ao mesmo tempo, reduzindo o a alcalinidade total ligeiramente via diluição.

A alcalinidade total baixa através de diluição com a água da chuva na piscina, também desestabiliza o pH a um certo grau permitindo que ele se eleve mais rapidamente.

Com o pH alterado, os produtos químicos aplicados para limpar piscinas ficam menos eficientes e abrem brechas para o surgimento de fungos e bactérias.

Isso acontece porque a chuva não tem a mesma composição da água da piscina, sendo mais ácida.

Ela também está carregada de matéria orgânica, principalmente depois de tocar o solo.

Por isso, quando a água da chuva escoa para o tanque ou incide sobre ele, é necessário adotar cuidados para combater os seus efeitos.

A recomendação é que para quem tem piscina em casa é ter o kit de leitura da água para acompanhar os níveis do cloro e de pH, mesmo que a manutenção seja realizada por profissionais dentro do período ideal, que é de três vezes por semana, para casas, e cinco vezes por semana, para piscinas institucionais.

Os resultados do kit comprovam se os produtos químicos estão sendo aplicados na quantidade correta.

A piscina de vinil não acumula lodo facilmente já que dispensa o uso de rejunte.

Por isso ela oferece economia na quantidade de produtos usados para a limpeza.

Além disso esse  tipo de equipamento são a facilidade na instalação e no reparo da piscina, a diversidade de estampas encontradas no mercado e o fato de que o vinil pode ser aplicado a qualquer forma, contanto que tenha a superfície lisa.

Entre em contato conosco.

Fale Conosco. (31) 3383 – 1719
Acesse nosso site: www.versatilpiscinas.com.br/



Deixe uma resposta

Whatsapp